PIB mensal brasileiro: uma primeira olhadela na planilha…

O Vitor Wilher, como sempre, presta um grande serviço à blogosfera com um texto sobre o PIB mensal calculado pela FGV-IBRE (que, aliás, presta outro grande serviço calculando-o, obviamente). Muito bom, não?

A gentileza do Vitor foi a de me permitir espiar a planilha, com a série desagregada. Só para vocês terem uma idéia, o PIB mensal dessazonalizado é o que se encontra na figura abaixo.

pibmensal

Com este PIB mensal e um pouco de econometria, Vitor faz uma previsão que alguns poderiam achar sombria mas, diante da política econômica atual, não é nada surpreendente.

Com esse modelo, sujeito a toda a sorte de críticas, o PIB chegaria a uma taxa de crescimento em 2014 próxima a 0%. O banco Itaú, por exemplo, recentemente reviu sua projeção para 0,1% de crescimento esse ano. Abaixo está um gráfico com exercício semelhante feito para a série com ajuste sazonal.

A economia brasileira já está, praticamente, em estagflação. Por mais que mercados possam funcionar, o governo, com sua mão claramente visível, pode atrapalhar bastante. Afinal, como já disseram muitos keynesianos de quermesse, a intervenção estatal é muito poderosa. Eles têm razão, mas pelos motivos errados: a intervenção pesada atrapalha. O que eu chamo de “intervenção pesada”? Digamos que é um tipo de intervenção que sofre de obesidade regulatória de tal forma que nem um tripé macroeconômico se sustenta. De forma bem genérica, é isto que eu quero dizer. Desabafei, né? Agora voltamos à série.

O gráfico acima mostra que, apesar da dessazonalização, há um padrão cíclico (ou sazonal) ainda marcante na série. Uma forma de verificar isto é olhar para as variações mensais, já livres de tendência. Isto está ilustrado no gráfico seguinte, em cujo eixo vertical temos a taxa de variação relativa do PIB (multiplique por 100% para pensar em percentual, mas esta transformação monotônica não altera o comportamento gráfico da série).

pibmensal1

Repare que a média da variação mensal deste PIB apresenta diferenças, notadamente em abril e maio, respectivamente para baixo e para cima da “média média” dos meses do ano. Não é à toa que o modelo do Vitor é um ARIMA sazonal, como se vê.

Dito isto, outro ponto legal para se estudar é se a série apresenta quebras. Resolvi analisar a existência de quebras na taxa de variação do indicador e encontrei que, no período amostral, existe uma possibilidade alta de identificarmos quatro quebras (anos e meses):  2003(8) 2006(4) 2008(7)  2011(2).

Claro, este diagnóstico pode variar – não estou tão preocupado em estudar a série em detalhe no momento – mas é possível que estas quebras reflitam inflexões da política econômica associadas, claro, a outros possíveis choques exógenos. Gostaria que alguém do Nepom se sentasse em frente ao computador e pesquisasse as notícias em tornos dos períodos citados (digamos: com um mês de intervalo para frente e para trás).

Só para terminar, eis uma outra perspectiva, na qual eu investigava a existência de quebras estruturais na série do PIB mensal em nível. Neste caso, as datas eram (com os intervalos de confiança):

2.5 %       breakpoints    97.5 %
1   2004(1)      2004(2)      2004(8)
2   2006(4)     2006(5)     2006(6)
3   2008(9)     2008(10)   2008(11)
4   2010(11)    2010(12)   2011(1)

pibmensal3

 

Apesar das diferenças (uma análise investiga a quebra no nível, a outra na variação relativa do nível), eu diria que 2006, 2008 e 2011 são anos que valeriam a pena investigar com mais calma. Fica para outra oportunidade.

2 respostas em “PIB mensal brasileiro: uma primeira olhadela na planilha…

  1. Pingback: PIB mensal brasileiro (adendo) | Nepom - Núcleo de Estudos de Política Monetária

  2. Pingback: Dessazonalizar ou não dessazonalizar: eis a questão! | De Gustibus Non Est Disputandum

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s