O decréscimo da taxa de desemprego no Brasil

A taxa de desemprego é medida pela razão do número total de pessoas desempregadas e da população economicamente ativa. É importante a análise desse indicador, uma vez que a taxa de desemprego pode ser considerada um desperdício de recursos. Quando há um aumento no número de desempregados de uma economia sua produção cai. Existe uma relação inversa entre o desemprego e o produto. Aqueles que estudam economia já devem ter ouvido falar da Lei de Okun, uma teoria desenvolvida pelo economista Arthur Okun, que afirma que, quando há um aumento do Produto Interno Bruto do país, a taxa de desemprego cai. A Lei de Okun inclui o coeficiente beta (β) que é a sensibilidade da variação da taxa de desemprego em relação à variação dos desvios entre o crescimento do PIB e o crescimento normal. Em países com β maior, quando o PIB está alto, a taxa de desemprego cai muito. Em países com β baixo, quando o PIB está alto, a taxa de desemprego também cai, mas em proporção bem menor. Porém, existe o lado positivo de um β pequeno. Quando o PIB cresce pouco, o pais que tem β menor tem a queda do desemprego menor do que países com β maior.

 

 

mariafototblog

 

O gráfico acima apresenta as variações da taxa de desemprego de acordo com os dados do IBGE da média das principais regiões metropolitanas brasileiras, sendo essas Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.
Comparando as taxas de Janeiro deste ano, que foram de 4,8%, às de Janeiro do ano passado (5.4%), percebe-se uma queda de 0.6%. No entanto, no início do ano, houve um aumento no valor do seguro desemprego de 5,56%, o que deveria levar a um aumento da taxa de desemprego, que não está acontecendo atualmente no Brasil.
Analisamos que, neste caso, a taxa de desemprego não aumentou quando houve um aumento no seguro desemprego. Isso é decorrente de que a população economicamente ativa aumentou e a maioria dos jovens que fazem parte desta população não está à procura de um trabalho, diminuindo, desta maneira, a taxa de desemprego. Verificamos ainda que o PIB do país aumentou 2,3% em 2013 e a taxa de desemprego caiu, conforme a Lei de Okun citada acima. Esse aumento do PIB pode ser justificado por uma hipótese de que a economia tenha crescido mais do que seu produto de longo prazo, podendo assim gerar um aquecimento na economia, diminuindo a taxa de desemprego.

Referência :

http://g1.globo.com/economia/noticia/2014/04/taxa-de-desemprego-em-seis-regioes-sobe-para-11-em-marco-diz-dieese.html

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/01/1398585-seguro-desemprego-tem-reajuste-de-556-e-chega-a-r-130463.shtml

http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/02/1418579-economia-brasileira-cresce-23-em-2013.shtml

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s