Humor

10376004_667440676627202_2047084286971024938_n

 

Gostaria muito de saber quem é o autor desta tirinha porque, honestamente, ela é sensacional. Ela mostra de forma muito bem-humorada a diferença entre um ignorante (quanto ao método científico) e um cético cientista (redundância, não?) no que diz respeito ao entusiasmo com a ciência.

Repare bem: justamente por ser muito mais difícil de se lidar com conclusões, quando analisamos a realidade sob uma ótica científica, é que somos menos exuberantes na alegria quando se fala do poder da ciência. Estes livros de auto-ajuda, baseados em pseudo-ciência, causam um frisson danado, mas experimente perguntar a alguém sobre o último livro de Steve Pinker, por exemplo.

Ao final de tudo, não nos resta muito mesmo. Veio do pó, não tem jeito: volta para o pó. Pelo menos que seja uma existência na qual saibamos diferenciar o riso fácil do riso que satisfaz.  Já faz tempo que eu li – e certamente nada entendi – aquele livrinho do Bergson, sobre o riso. Mas desconfio que, como economista, as motivações sobre o riso são individuais e dependem das preferências mesmo.

É triste ver que você não se lembra do que leu em um livro cuja indicação pediu para um amigo mais inteligente justamente porque queria entender o que era o humor…ou será esta uma daquelas piadas de Deus com mortais comuns (ou economistas)? É, isso também é irônico. Deus ri, novamente, desta criatura.

 

Pó-pó-pó!

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s