Política monetária: regras e discricionaridade

O assunto em si

Hoje eu não pude ir à faculdade pela manhã por um tremendo mal-estar (sim, quando falamos de bem-estar, é fácil saber o que não o é…). Isto poderia ter destruído nossa reunião para discutir o texto do John Taylor (veja aí no link lateral a lista dos textos). Já havíamos adiado este texto por muito tempo. Gostaria mesmo que alguém do grupo fizesse um resumo baseado nos três textos, porque estão todos ligados. A bem da verdade, o primeiro texto era um artigo submetido para publicação e eu fui um dos pareceristas e, portanto, não sei o nome dos autores. Já os outros dois estão citados lá.

O fato é que eu devo ter pego alguma maldita virose, mas a tecnologia (viva os choques tecnológicos!) me permitiu fazer a discussão do texto com os membros do Nepom (temos dois novos membros, sabiam?). Bom, eu não gravei, obviamente, a conversa. Mas todo mundo que pesquisa um pouco sobre o que lê encontra muitos links com textos do Taylor por aí.

Agora, o bacana é ouvir o próprio. Eis um podcast muito bom do Russ Roberts com o Taylor sobre a questão das regras e discricionaridade, um dos pontos discutidos hoje. Aliás, o Russ Roberts faz um ótimo trabalho com este Econtalk.

À guisa de conclusão…ou seria “mudando de assunto”?

Por conta da mudança do horário da discussão (que seria ao meio-dia), o pessoal cancelou o happy hour da despedida que haviam marcado com o Arthur que, aliás, prometeu um post de despedida, o que já me deixou feliz. Afinal, mais um post é sempre bem-vindo. Ainda mais do Arthur, que foi um dos maiores entusiastas do grupo no final do ano passado até o começo deste ano.

O que me incomoda é ter atrapalhado o happy hour deles. Mas prometemos fazer isto semana que vem e, agora que fui convidado (ahá!), acho até que vou!

Nosso Nepom, agora, tem duas Marias, uma Larissa, um Guilherme, um José e um Martim. Basicamente, voltamos a uma escalação marginalmente acima do ideal (cinco pessoas) e vamos ver como os novatos se saem por aqui. Espero, como sempre, que todos aproveitem para entender melhor como funciona a cabeça do economista, a evolução da teoria econômica, a relação entre teoria, realidade e pesquisadores. Afinal, esta porcaria é uma ciência humana, né? Logo, incentivos importam. Falei um pouco disto hoje no meu blog, ao discutir a questão do capital humano na política monetária.

Então, é isto. Até mais.

vtbs8

“Não, não, nossa reunião não é assim!!!”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s