O futuro que nos aguarda(e)!

Como eu disse em outro lugar, existe um mito, bom para vender entrevistas e livros de ficção científica, de que a teoria econômica está em crise. Na minha opinião, isto é fruto de raciocínios que se baseiam em uma visão autoritária e monolítica da teoria (ou de qualquer ciência). Por definição, desde pelo menos, digamos, Popper, a ciência é um interessante campo de experimentação no qual hipóteses são testadas, refutadas, etc.

Ok, você poder ler Popper, Kuhn, Feyerabend, etc e tirar suas próprias conclusões sobre a metodologia científica. Aliás, é bom que faça isto. A mim, quando estudante, não me disseram para fazer assim. Ao invés, foi-me imposto um tal de “processo dialético da história” e um “pós-keynesianismo infantil”. Os responsáveis por isto nunca foram processados no Procon (como sugeriu um amigo meu).

Mas então eu falava de testes, avanços, etc. O mundo real é assim: mutável. Há alguém a negar isto? Acho que não. Só um morto poderia cobrar posturas como esta. Então, neste mundo interessante em que vivemos, Roger Farmer me vem com um texto muito interessante sobre a taxa natural de desemprego e Guillermo Calvo cita Hayek (e até o Mises, veja só!) para falar de sua visão do que deveríamos pensar em mudar na macroeconomia.

Obviamente vai ter gente chorando dizendo que “Hayek não quis dizer isto”, que “o que ele disse não era bem assim”, aquelas choradeiras típicas de fundamentalistas preocupados com a interpretação única (e, segundo eles, correta) dos livros sagrados, como se ciência fosse religião e cientistas fossem papas.

Esqueça o papo furado. Pegue estes dois textos e faça uma leitura detalhada. Sim, eu acho que você que já estudou Macroeconomia microfundamentada aproveitará mais os textos do que os outros mas, claro, todo mundo deveria tentar ler estes textos. Afinal, eles nos mostram até onde bons estudantes podem chegar (e ultrapassar). Tem gente que acha frustrante ser preguiçoso e ver profissionais avançando. Eu acho fascinante.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s