Parece que agora vai! Mas…

É, pessoal, mesmo com o anúncio de uma taxa de crescimento do PIB abaixo das expectativas do mercado, o COPOM decidiu, unanimemente, por um aumento da taxa básica de juros em .50 pontos percentuais, acima dos .25 que muitos esperavam. Em sua nota à imprensa, o comitê mostrou acreditar que este aumento contribua para um declínio da inflação.

Ainda que atrasado, este aparente ciclo de aperto monetário caminha na direção de nos afastar de um processo de indexação, justificável numa economia em que a autoridade monetária se mostre, digamos, negligente quanto as altas consecutivas da taxa de inflação.

Todavia, quando olhamos para nossa economia e verificamos baixo crescimento e baixo desemprego caminhando ao lado de uma inflação alta, pensamos, e agora? Bom, a resposta do nosso governo é que a inflação é de base e o crescimento é de qualidade!. Queria presentear vocês com a definição destes conceitos, mas não os achei em nenhum livro de macro…

A questão é que as reformas e investimentos dos quais precisamos para nos afastar destes sufocos inflacionários que surgem sob qualquer descompasso entre demanda e oferta parecem estar longe da agenda do governo. O que parece estar lá é um conjunto piadas sem graça em forma de conceitos econômicos estranhos, preparados para serem disparados quando se percebe que as medidas errantes de curto prazo estão nos colocando numa sinuca de bico.

O que nos resta é esperar, e ver se pelo menos do lado monetário poderemos contar com medidas sérias.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s