Não existe almoço grátis

No Estado de Minas deste domingo, uma entrevista comigo e com o coordenador do Procon Assembléia sobre o tema.

Para o leitor interessado, recomendo a leitura deste livro. Mais ainda, pense no meu exemplo da pescaria. Se um sujeito pesca e te dá o peixe, o peixe não saiu de graça. Por que? O pescador aplicou parte de seu tempo na pescaria enquanto poderia estar em casa trabalhando em sua oficina.

Concluímos que existe um custo e, pela bondade do pescador, não houve pagamento. Isto significa que ele arcou com o custo sozinho. Por que é bom que as trocas sejam voluntárias e não impostas por alguém? Porque aqueles que quiserem vender o peixe podem fazê-lo. Aliás, aqueles que quiserem pescar serão livres para fazê-lo. Quando esta liberdade inexiste, pessoas são obrigadas a fazerem o que não querem com seu tempo (pense no exemplo mais cruel da história: a escravidão) e, certamente, não serão muito dedicadas em suas tarefas.

Não existe almoço grátis e, veja só, esta é a melhor forma de organização social de uma economia. Interessante, não?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s