É a inflação brasileira rígida para baixo?

Há um artigo sobre o tema que busca, novamente, medir se existe ou não uma forte rigidez da inflação – tecnicamente, uma forte inércia – no caso brasileiro. Ele está aqui. Discordo um pouco do argumento “jabuticaba” (“a teoria da inflação inercial é 100% brasileira”) no sentido de que uma auto-regressividade de uma série é, basicamente, o suficiente para que eu já desconfie de inércia.

Mas a parte empírica é interessante. As conclusões, mais ainda. Em resumo, Erik e André (os autores) chegam à conclusão normativa de que é preciso mais do que uma política monetária para eliminar o resíduo de memória da inflação. Trata-se de um ponto importante, sem dúvida.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s