A taxa de juros natural

De acordo com este estudo de Borges & Silva (2006), o Brasil aproxima-se rapidamente de sua taxa de juros natural que estaria em torno de 10% ao ano.

Por que esta taxa é importante?

Bem, um sistema de metas de inflação baseia-se na hipótese de que esta taxa seja diferente daquela fixada pelo Banco Central. Estimá-la pode ser um exercício trivial ou não, conforme o uso que você queira dar a ela em seu trabalho (veja, por exemplo, esta breve discussão para os EUA).

Além disso, se a taxa Selic se aproxima da taxa de juros natural, o argumento de Borges & Silva (2006) torna-se relevante:

“… por que o nível de taxa de juros real necessário para controlar a inflação no Brasil (em torno de 10% ao ano, conforme os resultados da estimação apresentados acima) é mais elevado do que o necessário em países semelhantes ao Brasil? A relevância desta questão reside no fato de que caso a taxa natural permaneça no nível atual, o País terá sucesso no controle da inflação, mas amargará trajetórias de crescimento muito baixas. Além disso, há conseqüências perversas sobre o endividamento público: numa conta grosseira, considerando que a dívida pública real cresça à taxa de juros natural, isto é, 10% ao ano, enquanto que o PIB cresça entre 3% e 4% ao ano, implica a necessidade de um superávit primário expressivo, de cerca de 6% ou 7% do PIB ao ano, para que apenas se mantenha a razão dívida líquida do setor público sobre o PIB constante no nível atual (cerca de 57% do PIB em dezembro de 2003).

Interessante, não?

Uma resposta em “A taxa de juros natural

  1. Pingback: Um novo patamar de juros… | vitorwilher.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s