Slides da última apresentação do Nepom

Já estão disponíveis (link abaixo) os slides da última apresentação do Nepom, realizada em 09/03/09.

Baixe a apresentação de março/2009

O Banco Central optou, hoje, pelo corte de 1,5 pp. da Selic, que caiu para 11,25% a.a.

O Nepom havia previsto, segunda-feira, um corte igual ou maior que 1 ponto percentual.

6 respostas em “Slides da última apresentação do Nepom

  1. Caros alunos e Shikida,

    acho que os slides ficaram muito bons.

    Comentários breves:

    1) Senti falta da ausêcia do Nível de Utilização da Capacidade Intalada (NUCI).

    2) Achei o mercado externo muito segmentado (EUA, Japão, Europa, etc). Acho que seria legal uma seção com preços de commodities agrícolas, minerais, combustíveis, etc..

    Abraço e parabéns!

  2. Pingback: Apresentação do Nepom « A Outra Face da Moeda

  3. Pingback: Apesar de você… « Nepom - Núcleo de Estudos de Política Monetária

  4. Ao Shikida e demais integrantes, deixo os meus parabéns pelo projeto!

    Vejo que o Shikida continua desenvolvendo um trabalho realmente diferenciado.

    Apesar do pouco tempo que saí (3 anos), tenho muitas saudades dos tempos de IBMEC!

    Seguem alguns comentários e sugestões, muito embora os slides já surpreendam pela amplitude da análise.
    1) Achei muito interessante essa do Google Trends. Eu não conhecia.
    2) Em linha com o comentário do Cristiano, talvez a análise do mercado internacional de commodities possa incluir indicadores de oferta e demanda por esses produtos. O Dpto. de Agricultura dos EUA divulga mensalmente projeções bem detalhadas para produção e consumo mundial de soja, milho e trigo. Pode-se também utilizar a produção mundial de aço como proxy da demanda por minério de ferro e como termômetro do nível de atividade em algumas indústrias, como a automobilística e da construção civil. (Acho que a World Steel Association divulga esses dados).
    3) Quanto à conjuntura internacional, o acompanhamento de indicadores relativos ao nível de atividade (emprego, vendas no varejo, indústria, etc.) nos EUA, UE, Japão e China, pode ser uma boa idéia. Principalmente na atual crise, a recuperação desses países é um questão crucial para a conjuntura interna.
    4) Por último, o acompanhamento das contas do governo, com vistas a verificar a contribuição do setor público para o comportamento da demanda, pode também ser uma boa.

    Mais uma vez, parabéns!
    Abraços!

  5. Pingback: Google Trends como ferramenta auxiliar de previsão « Nepom - Núcleo de Estudos de Política Monetária

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s