Alan Blinder e a crise norte-americana

Alan Blinder tem um excelente artigo no NYT de ontem (dica do MR). Chamo a atenção do leitor para um aspecto não tão importante do artigo, em termos de sua divulgação e implicações lógicas, mas que aparece muito em retórica de má qualidade. 

Blinder discorre sobre os problemas de uma nacionalização do sistema bancário usando, por exemplo, o caso da Suécia nos anos 90. O argumento é: a teoria econômica é a mesma, mas há peculiaridades da Suécia que mudam aspectos do problema relativamente aos EUA. 

Se um aluno de economia lesse isto, ele provavelmente faria a seguinte analogia: é como um IS-LM que ganha um setor externo, transformando-se no famoso modelo Mundell-Fleming. Ou, digamos, um IS-LM que deve ser adaptado para um mundo de metas inflacionárias, e aí temos um IS-MP

A analogia está correta. Incorreto está em dizer: “cada país precisa de uma teoria econômica diferente”. Isto geralmente é uma afirmação de má fé ou de má leitura. Cautela, ok, leitor?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s