Imprensa cita incorretamente prof. Claudio Shikida

A jornalista Luciane Lisboa, do “Diário do Comércio”, de Minas Gerais, conversou comigo e, de suas anotações, escreveu matéria sobre o corte dos juros. Este tipo de confusão é muito perigoso mas há quem diga que não vale a pena pedir uma nota no jornal porque “ninguém lê” ou porque “dá trabalho e o jornalista fica ofendido”.

Já eu prefiro ser bem claro e desfazer mal-entendidos. Acho um desserviço ao público que lê jornais não ter direito à correção de eventuais erros cometidos. Acredito firmemente na boa fé dos jornalistas e na sua humanidade já que, como eu, também erram.

Mas vamos ao caso. Em determinado trecho da matéria citam-me assim:

Para o coordenador do Núcleo de Estudos de Política Monetária da Faculdade Ibmec (NEPOM), o professor Cláudio Shikida, as motivações que levaram o Banco Central a tomar tal atitude foi (sic), principalmente, o fato de a inflação não ser mais um perigo iminente na economia brasileira e a necessidade de manter a economia brasileira aquecida.

“A atividade econômica no país tem caído muito e a crise já está afetando a cadeia produtiva. Por outro lado, a inflação está baixa, ficou perto da meta. Dessa forma, o governo pode reduzir a taxa com menos riscos de que a inflação volte a subir, disse”.

Em outro trecho fui citado corretamente. Mas o trecho acima está errado. Provavelmente ela se confundiu com suas notas já que entrevistou mais gente. Primeiro, eu não disse que a inflação não é um perigo. Entendo que o Banco Central queira trabalhar com o hiato do produto e com o hiato de inflação de maneira inteligente. Agora, o trecho entre aspas não faz sentido. Eu disse que os efeitos na cadeia produtiva são incertos (no mesmo dia que conversei com a repórter, publiquei isto, dizendo quase o oposto do que está escrito entre aspas no que tange à cadeia produtiva). Também não disse nada sobre a inflação estar alta ou baixa. Eu disse, isto sim, que o Banco Central mostrou se preocupar mais com a atividade econômica do que com a inflação.

Provavelmente foi um mal-entendido e fica aqui esta nota para quem quer que se interesse realmente pelo que os membros do NEPOM têm dito por aí. Recomendo fortemente a leitura do artigo no Millenium cujo link coloquei acima para evitar mal-entendidos.

Por prezar pela boa imprensa é que publico esta nota. Mal-entendidos devem ser sempre corrigidos para o bem do repórter e do entrevistado.

p.s. Não tenho acesso livre, mas a matéria original está aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s